A Hipoterapia é uma alternativa terapêutica baseada na interação homem/cavalo, utilizada como coadjuvante no tratamento de individuos deficientes, particularmente crianças, há muito tempo adotada nos grandes centros mundiais.

O cavalo é o animal com o andar que mais se aproxima do ser humano, uma semelhança de quase 100%. O deslocamento do quadril é idêntico, sendo que em cima do cavalo a passo, um portador de deficiência motora estará fazendo um movimento que não consegue fazer espontaneamente ao andar. Isto porque sobre o cavalo ocorre uma atividade alternada de desequilibrio, ou seja, uma oscilação constante com variação de 180 oscilações por minuto, que multiplicadas pelos 30 minutos de cada sessão perfazem uma média de 5.400 oscilações, número considerado ideal pelos especialistas para aumentar a tonicidade muscular dos membros inferiores, superiores, coluna dorsal e cervical.

Os movimentos específicos da sela (vertical, horizontal, lateral), semelhantes às oscilações de avião ou barco, são aconselhados para exercitar o equilíbrio. A esses movimentos e vibrações atriui-se uma ação tônica e benéfica para os órgãos internos e para a musculatura do cavaleiro, geralmente com pouca tonicidade.

A cavalo os deficientes aprendem a equilibrar-se e a coordenar os movimentos, ao mesmo tempo que enrijecem os músculos enfraquecido por doença ou acidente. Tão importante quanto esses benefícios é a sensação de liberdade proporcionada pelos momentos sem muletas ou cadeiras de rodas, ainda que por algumas horas.

Os benefícios não se limitam aos físicos. Há ganhos psicológicos importantes. Montar em um cavalo é uma grande conquista. Olhar para pessoas saudáveis de um nível diferente de uma cadeira de rodas é uma experiência libertadora que fortalece a auto-estima e a autoconfiança.

Conduzindo o cavalo ou sendo conduzido por ele, o deficiente amplia seus horizontes e aumenta suas informações internas e externas. Seu olhar vai longe e ele domina. E dominar, para uma criança ou adulto deficiente, que tem por norma submeter-se, é uma situação nova, explorada ao máximo. Além disso, por ser praticado em ambiente aberto, em contato com a natureza e com o animal a Equitação Terapêutica favorece o interesse, trazendo prazer e satisfação.

A Hipoterapia é uma terapia que une o cavalo (movimento e respeito do animal pelo ser humano) e os conhecimento científicos da área médica de forma multi e interdisciplinar com o objetivo de reabilitação física e mental junto as pessoas com necessidades especiais. Os profissionais participantes dessa terapia são todos que podem proporcionar melhoras para as pessoas com necessidades especiais.

Os benefícios da Hipoterapia são vistos desde 377 a.c. com Hipócrates, chamado de Pai da Medicina, que defendia a equitação como regenerador da saúde, sobretudo no tratamento da insônia.

As pessoas mutiladas na 2a. guerra mundial também utilizaram o tratamento com o cavalo na recuperação física e psicológica.

Em 1952, a dinamarquesa Liz Hartel conquistou a medalha de prata em adestramento nas Olimpíadas de Helsinki, superando as sequelas da poliomielite que contraíra quando criança.

Foi então que surgiram os primeiros centros na Europa e Estados Unidos, alguns deles são: NARHA (North American Riding for the Handicapped Association), e mais recentemente com a formação da AHA (American Hippotherapy Association).

Publico Alvo
As pessoas que podem ser beneficias pela Hipoterapia são:

Paralisia Cerebral
Esclerose Múltipla
Traumatismo Crânio Encefálico
Autismo
Dificuldade de atenção
Distúrbios visuais e/ou auditivos
Retardo Mental
Amputações
Síndrome de Down
Atraso no Desenvolvimento Neuropsicomotor
Acidente Vascular Cerebral
Dificuldade em Aprendizagem e Fala
Espinha Bífida
Distrofias Musculares
Desordens Emocionais
Alterações da escrita
Linguagem oral (alterações de fala, atraso de linguagem)

Outras indicações da equitação terapêutica são os distúrbios comportamentais como esquizofrenia e hiperatividade. Desse modo, ao destinar-se à reabilitação de portadores de vários tipos de deficiência, a Equitação Terapêutica é aplicada em pacientes de todas as idades a partir de 1 ano e meio.

Informações Utéis: http://terapia-animais.blogspot.pt/2010/03/conferencia-sobre-hipoterapia-nas-osj.html

http://www.rtp.pt/noticias/pais/estudantes-preparam-manual-sobre-terapia-com-animais_n587

http://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/15939/1/Dissertação%20Ana%20Santos.pdf

 

(imagens retiradas da internet)hipoterapia-9-728 equinoterapia_portada

 

O Santiago iniciou a Hipoterapia no Centro Equestre João Cardiga em Barcarena este mês, em breve colocaremos imagens . Aproveitamos para agradecer a todos os que se sensibilizaram com a causa , é graças a vocês que o Santiago pode ter uma qualidade de vida melhor.

Obrigado!